Reflexões sobre o desejo e a leitura para e com as crianças em tempos de isolamento social

Dublin Core

Colaborador

A Casa Tombada - O livro para a infância

Descrição

Esta pesquisa de cunho antropológico com observação participante, tem por objetivo revelar algumas possibilidades e desdobramentos do desejo de ler para as crianças e ler com as crianças em tempos de pandemia e, quem sabe, nos provocar outras ações e reflexões, o que penso ser possível lançando o olhar sobre os processos das experiências vividas com elas e escutando suas vozes.
Acredito que a experiência relatada aqui surge da intenção da garantia do direito à leitura, os amores e desamores da minha caminhada leitora pessoal e como mediadora. Somado a esses aspectos há também a necessidade de manter a relação com as crianças e famílias, estreitar os laços e criar novos, obter respostas, proposições inesperadas e da interrupção de um outro processo de descoberta desse movimento leitor numa vivência presencial na escola.
Sabemos que a escola é o espaço do encontro, mas também é a entidade que num sentido mais amplo, além de abrigar todos os segmentos que a compõem e além dos encontros que nos proporciona, desde o início deveria trabalhar para a manutenção das relações. No entanto, não chegaremos aqui a nos identificar como escola nos processos que envolvem a mediação, pois não alcançamos – mesmo com muitas tentativas - o lugar de envolvimento coletivo e comunitário necessário para isso. No percurso desta pesquisa, experiências de um planejamento e replanejamento, escuta e troca entre professora, crianças e familiares. Vivemos em um coletivo menor dentro de um grande coletivo que é a escola onde coabitou em nós a solidão e a certeza de não estarmos sós.
Estivemos diante do conhecido de uma forma totalmente diferente, o que exigiu recomeços, estudos, previsões e abertura às surpresas de como propor a leitura diante da tela ou num parque em tempos de isolamento. Certamente que as crianças ensinaram para além do que se pode imaginar. Suas estratégias e como se apropriaram do espaço, reconstruindo o diálogo e a relação enquanto nos relacionávamos, deslocaram nosso olhar, nossa escuta, nosso lugar. Com delicadeza e sabedoria ficou evidente queelas podem e conseguem reorganizar estruturas.

Data

2021

Idioma

Português

Tipo

Text

Referência Bibliográfica

ANTÔNIO, S; TAVARES, K; CAMANHO, A. A poética da Infância: conversas com quem educa as crianças. Cachoeira Paulista, SP: Editora Passarinho, 2019.
BAJOUR, C. Ouvir nas entrelinhas: o valor da escuta nas práticas de leitura. São Paulo: Editora Pulo do Gato, 2012.
CARVALHO, A, C; BAROUKH, J, A. Ler antes de saber ler: oito mitos escolares sobre a leitura literária. 1. ed. – São Paulo: Panda Books, 2018.
CASTRILLÓN, S. O direito de ler e de escrever. São Paulo: editora Pulo do Gato, 2011.
ECKSCHIMIDT, S. Ndiphilile: eu estou viva! São Paulo: Eco livros, 2015.
FRIEDMANN, A. A vez e a voz das crianças: Escutas antropológicas e poéticas das infâncias. São Paulo: Panda, 2020.
FRIEDMANN, A. Linguagens e culturas infantis. São Paulo: Cortez, 2013.
FRIEDMANN, A. O olhar antropológico por dentro da infância. In: ______; MEIRELLES, Renata (org.), “Território do brincar diálogo com escolas.” Disponível em http://plataformapesquisas.acasatombada.com.br/omeka/items/show/1353.
Acesso em 18 de maio de 2020.
GOLDIN, D. Os dias e os livros: divagações sobre a hospitalidade da leitura. São Paulo: editora Pulo do Gato, 2012.
KRAMER, S. Autoria e autorização: questões éticas na pesquisa com crianças. Rio de Janeiro. Caderno de pesquisas, nº 116, junho/2002.
LAGO, A. Palestra: O prazer do livro para o leitor. In: ______; Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – São Paulo: Peirópolis, 2008.
LIMA, G. Palestra: A leitura Imagética. In: ______; Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – São Paulo: Peirópolis, 2008.
MACHADO, A, M. Conferência: Alguns equívocos sobre a leitura. In: ______; Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – São Paulo: Peirópolis, 2008.
PARMEGGIANI, R. Desabilidades. São Paulo: editora Nós, 2018.
REYES, Y. Ler e brincar, tecer e cantar - Literatura, escrita e educação. São Paulo: editora Pulo do Gato, 2012.
MONTOYA, V. La tradición oral latino-americana. In: Revista Letralia – La Tierra de Letras. Ano VIII. Nº108. Edição de 17 de Maio de 2004. Disponível em https://letralia.com/108/ensayo03.htm. Acesso em 23 de jan. de 2021.

Formato

PDF

Arquivos

Coleção

Referência

OLIVEIRA, Laizane Cristina Santos de, “Reflexões sobre o desejo e a leitura para e com as crianças em tempos de isolamento social,” Plataforma de Pesquisas - A Casa Tombada, acesso em 17 de agosto de 2022, http://plataformapesquisas.acasatombada.com.br/items/show/1781.

Position: 410 (9 views)