Conversa com Gregório Filho

Dublin Core

Descrição

Acreano, Francisco Gregório Filho faz da “palavra narrada” o seu elo com o mundo. Através dela desenvolveu um significativo trabalho de promoção da leitura e da oralidade.
Seja no rádio, no teatro, na contação de histórias ou em seus livros publicados, Francisco Gregório pensa a narrativa como uma oferta de espaço para o sujeito exercer a cidadania e suas relações afetivas.
Na década de 90 foi responsável por um importante movimento de criação de políticas públicas de leitura, e integrou a equipe de implantação do Proler, um dos maiores e mais importantes programas de incentivo à leitura do Brasil.
Na Biblioteca Nacional, dedicou 40 anos de intenso trabalho e dela recebeu a condecoração com Medalha da Ordem ao Mérito do Livro.
Em sua cidade natal, Rio Branco AC, atuou como gestor cultural em diversas instituições e criou a primeira rede de Casas de Leitura.
Já em Nova Friburgo RJ, implantou a primeira Secretaria Municipal de Promoção da Leitura no Brasil.
Sempre acreditou na biblioteca como um espaço de liberdade e de manutenção do senso de cidadania. Com o objetivo de promover e democratizar os acervos bibliográficos, dedicou sua vida à criação, à difusão e à promoção do livro.
Por tudo isso, recebeu o título de notório saber da PUC/RJ, tornou-se pesquisador da UNESCO PUC/RJ, membro da Academia Acreana de Letras e condecorado com a Ordem de Mérito Cultural Acreano.
Conheça um pouco mais sobre o mediador de leitura Francisco Gregório Filho

Coleção

Referência

BUCHILE, Lucas, “Conversa com Gregório Filho,” Plataforma de Pesquisas - A Casa Tombada, acesso em 24 de setembro de 2020, http://plataformapesquisas.acasatombada.com.br/omeka/items/show/1517.

Formatos de Saída

Document Viewer

Position: 25 (33 views)